O Poder de Acreditar que se Pode Melhorar - Studium Focus
Headlines News :
Home » » O Poder de Acreditar que se Pode Melhorar

O Poder de Acreditar que se Pode Melhorar

Written By Jonatas Alves on terça-feira, 21 de março de 2017 | 13:48


Uma escola secundária em Chicago substitui as notas de disciplinas de alunos que reprovaram em disciplinas por "ainda não". Os alunos frequentemente se resignam ao fracasso quando tentam fazer um teste, mas um "ainda não" dá a sensação aos alunos de esperança e potencial para o sucesso futuro. Os alunos desenvolvem uma de duas mentalidades diferentes, que reflete suas atitudes de aprendizagem com um "minset do crescimento" (mindset significa uma atitude mental fixa ou disposição que determine as respostas de uma pessoa e interpretações de situações), compreendem que os problemas difíceis oferecem oportunidades de aprendizagens. aqueles com um "mindset fixo" foca em falhas atuais, em vez na capacidade para o sucesso no futuro.
"Se você reprova numa disciplina, você pensa: "Eu não sou nada, eu não vou conseguir. "Mas se você recebe "ainda não" no lugar de reprovado você entende que você está em uma curva de aprendizado. Dá-lhe um caminho para o futuro.
Os alunos que entendem a aprendizagem a partir de uma mentalidade fixa reagem ao fracasso de forma derrotista. Sua reação é "correr da dificuldade". Alguns decidem trapacear no próximo exame, e outros se comparam com aqueles que foram pior para reforçar sua auto-percepção. exames cerebrais de crianças com mentalidade fixas exibem baixa atividade neurológica quando se deparam com dificuldades, o que apoia a teoria de que esses indivíduos se distanciam dos problemas difíceis. Estudantes com mindset de crescimento apresentam alta atividade neurológica no cérebro quando enfrentam dificuldades. eles se tornam absorvidos nos esforços para aprender e melhorar. apenas as palavras "ainda" ou "ainda não" dão aos alunos uma maior confiança e persistência em seu caminho para o futuro.
Pais e educadores podem estar impondo valores errados aos alunos. Uma obsessão com a obtenção de melhores notas podem estar contribuindo para a atual geração de jovens trabalhadores que não podem passar o dia sem  um prêmio ou elogiado de alguma forma. Em vez de elogiar as habilidades e inteligência, o crédito precisa ser dado ao seu esforço, aprendizagem e melhoria. Isso os transforma em indivíduos resistentes e resilientes.
"não vamos desperdiçar mais vidas, porque uma vez que sabemos que as habilidades são capazes de tal crescimento, torna-se um direito humano básico para as crianças, todas as crianças, para viver em lugares que criam esse crescimento, para viver em lugares cheios de "ainda".
as habilidades mentais não são estáticas. Quando entendemos como os neurônios se conectam e se desenvolvem através da interação com novas informações, percebemos que estamos no controle de nossa aptidão para nos tornarmos mais inteligentes. Estudantes que se esforçam para aprender sobre o crescimento dos neurônios apresentam  melhorias significativas em suas atitudes em relação à educação e aos resultados de aprendizagem, em comparação com estudantes que têm dificuldades e que desconhecem o desenvolvimento dos neurônios.
Modificando a abordagem do processo de aprendizagem, os estudantes já não se sentem estípidos ao esforçar-se para entender um tópico. Eles passam a reconhecer que o esforço cria novas conexões neurais e impulsiona a inteligência.
Quando os estudantes tradicionalmente de baixo desempenho abraçaram o mindset de crescimento, eles prosperaram academicamente nivelando o campo educativo em todas as esferas socioeconômicas.

Baseado em: DWECK, Carol. O Poder de Acreditar que se Pode Melhorar

Share this article :

0 comentários:

Fale o que está na sua mente

Diga-nos o que você está pensando ...!

Template Information

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Proudly powered by Blogger
Copyright © 2011. Studium Focus - All Rights Reserved
Original Design by Creating Website Modified by Adiknya