Redes de Computadores - Studium Focus
Headlines News :
Home » » Redes de Computadores

Redes de Computadores

Written By Jonatas Alves on domingo, 26 de março de 2017 | 18:41


As redes de computadores estabelecem a forma padrão de interligar computadores para o compartilhamento de recursos físicos ou lógicos. Esses recursos podem ser definidos como unidades de  CD-ROM, diretório do disco rígido, modens ONUs GPON, impressoras, scanners, pendrives etc. Saber definir que tipo de rede e que sistema operacional deve ser utilizado, bem como efetuar a montagem desse tipo de ambiente, é um pré-requisito para qualquer profissional de informática que pretenda uma boa colocação no mercado de trabalho.
a tecnologia de rede chegou ao estágio da massificação no momento em que os computadores começaram a se espalhar pelo mundo comercial, quando programas complexos multi usuários começaram a ser desenvolvidos (navegação na web, email, banco de dados, redes sociais, blogs, twitter, youtube). Os componentes para sua montagem (hardware, software, infraestrutura e acessórios)  podem ser encontrados em qualquer loja especializada em informática, sendo esses elementos precedentes procedentes de dezenas de fabricantes. Esse processo gerou um fato interessante: o baixo custo dos componentes proporcionado pela concorrência entre fabricantes em um primeiro estágio e o baixo valor final proporcionado pela concorrência entre as diversas lojas de informática. Aliada a tudo isso, a evolução tecnológica simplificou o processo, o que torna o trabalho técnico mais fácil e com mais possibilidades. No entanto, nem sempre o custo e a interoperabilidade dos equipamentos de redes estiveram à disposição dos administradores de redes de forma barata e flexível.
No início da concepção das redes, cada fabricante possuía uma forma de trabalho e sua própria de desenvolvimento de tecnologia. Como exemplo, podemos citar a placa de rede do fabricante X que só poderia ser conectada a uma placa do mesmo fabricante, por um meio físico (fio) também desenvolvido por ele. Caso houvesse problemas relacionados a preços ou relacionamento entre as partes, a empresa detentora dos equipamentos não teria como procurar outra opção. A única alternativa existente naquela época era substituir todo o parque de hardware e software instalados por equipamentos de outro fabricante. Dessa forma, o problema não era resolvido, mas contornado, e os prejuízos eram grandes.
A fim de resolver essa situação de incompatibilidade entre fabricantes, na década de 1970 a ISO (International Organization for Standardization) criou um padrão universal para a troca de informações entre e dentro das redes e também por meio de fronteiras geográficas. Esse padrão para arquitetura de redes era o modelo de referência OSI, estabelecidos em sete camadas, o qual incentivou a padronização de redes de comunicação e controle de processos distribuídos. O fato de ser desenhado em sete camadas se dá em virtude de o modelo da IBM, o modelo de referência SNA, ter essas características. No início das redes, a IBM era uma das maiores empresas ligadas a essa área e uma das integrantes do processo de padronização das redes e de criação do modelo de referência OSI.
No que diz respeito ao padrão OSI, é importante ressaltar o longo tempo para a sua definição. Durante esse período, o Departamento de Defesa do Governo dos estados Unidos (DoD - Department of Defense) desenvolveu o modelo de referência TCP/IP, com o objetivo principal de manter, ao menos em parte, seus equipamentos conectados. Esse padrão ficou conhecido como o modelo de referência TCP/IP, estabelecido em quatro camadas. Em razão de alguns fabricantes iniciarem o desenvolvimento de equipamentos seguindo esse padrão, quando o padrão OSI foi finalizado, muitos equipamentos já estavam funcionando no modelo de referência denominado TCP/IP. Logo, o modelo de referência OSI nasceu e não se tornou um padrão da indústria de rede. As instituições acadêmicas não substituir seus equipamentos com o argumento de que isso demandaria alto custos e muito tempo para treinamento e novas configurações.
O nome TCO/IP refere-se a uma pilha de protocolos que tem como principais protocolos o TCP (Transmission Control Protocol) e o IP (Internet Protocol), além de outros protocolos conhecidos, como ARP, RARP, UDP e ICMP. Assim, não se pode confundir a pilha de protocolos TCP/IP com os protocolos TCP e o protocolo IP, que possuem características de funcionamento bem distintas um do outro. A internet que surgiu baseada nas redes de instituições acadêmicas dos Estados Unidos é um bom exemplo de rede que utiliza a pilha de protocolos TCP/IP.
Apesar do esforço da ISO em padronizar os equipamentos de rede, atualmente voltamos a enfrentar certa dificuldade na inoperabilidade de equipemantos, como na plataforma GPON  (Gigabit Passive Optic Network). Essa tecnologia de transporte de dados (mesmo nível do padrão Ethernet) oferece um canal de controle (OMCI - ONT Management and Control Interface) para a configuração remotas das ONUs (Optical Network Unit). Esse canal normalmente não funciona adequadamente quando utilizamos OLTs (Optical Line Terminal) e ONUs de fabricantes diferentes. Esse padrão foi padronizado pelo ITU-T. O GPON representa uma solução para o acesso à internet em alta velocidade a um baixo custo.
Na plataforma GPON, podemos nos referir ao CPE (Customer Premises Equipment) instalado no cliente de duas formas, ONU (Optical Network Unit) ou ONT (Optical Network Terminal). A ONU, como o próprio nome indica, é uma unidade óptica de rede que, ao ser instalado no endereço do cliente, atua como um equipamento intermediário, e após a ONU, o cliente conecta a um switch ou roteador para, então, estender para a rede interna. Esse conceito aplica-se a redes instaladas em ambientes empresariais. A  ONT, como o próprio nome indica, é um terminal óptico de rede, ou seja, ao ser instalada no endereço do cliente, atua como um equipamento terminal, e nele o cliente conecta seus computadores e celulares.
Share this article :

0 comentários:

Fale o que está na sua mente

Diga-nos o que você está pensando ...!

Template Information

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Proudly powered by Blogger
Copyright © 2011. Studium Focus - All Rights Reserved
Original Design by Creating Website Modified by Adiknya